Voltar

22/11/2019

Terapia de câncer com bactéria sintética

Compartilhe:

Algumas bactérias preferencialmente crescem em tumores porque a exclusão de células imunes e oxigênio reduzido favorecem sua proliferação. Este fenômeno oferece a oportunidade de explorar bactérias modificadas por biologia molecular não patogênicas para distribuir drogas diretamente no tumor. Chowdhury et al. desenvolveram uma cepa sintética de Escherichia coli programada para atacar o regulador imunológico inato CD47. Um fragmento terapêutico de anticorpo (nanobody) colocado dentro de bactérias bloqueia o CD47 e promove respostas antitumorais. Em camundongos, esse tratamento levou à regressão de tumores primários e metástases, estímulo de respostas imunes antitumorais e a memória imunológica, indicando que esta pode ser uma abordagem terapêutica viável.

Leia mais sobre o assunto

https://www.nature.com/articles/s41591-019-0498-z